CISECO - Centro Internacional de Semiótica e Comunicação

:: Vídeos

Mario Carlón, professor da Universidade de Buenos Aires, lança livro “Do cinematográfico ao televisivo”

 

“Do cinematográfico ao televisivo: metatelevisão, linguagem e temporalidade” é o título do livro de Mario Carlón, professor da Universidade de Buenos Aires (UBA), lançado pela Editora Unisinos. Na obra, o pesquisador argentino aposta na hipótese de que a transmissão direta televisiva instaurou um discurso cuja emergência representou, para o século XX, o que a fotografia significou para o século XIX, graças ao seu novo poder referencial do vínculo com o real.


Carlón destaca o impacto que a emergência da transmissão televisiva direta teve para ressignificar o sistema das linguagens conhecidas, pois afetou discursos como o artístico e o informativo. Desde então, de acordo com a abordagem feita no livro, é difícil evitar a pergunta sobre até que ponto é possível compreender os demais dispositivos e linguagens representativas – pintura, fotografia, cinema etc. – sem uma teoria do discurso gerada pela transmissão direta televisiva.


O livro é dividido em oito capítulos, organizados sob os seguintes títulos:
- Um marco para o estudo do televisivo e do cinematográfico: do sistema de belas artes ao sistema técnico indicial
- Os sujeitos telespectadores são ativos ou passivos?
- Se o cinema é uma técnica do imaginário, a transmissão direta televisiva é uma técnica do real
- Sintagma alternado e tela dividida: sobre a montagem na transmissão direta televisiva
- A cena, figura de montagem dominante na transmissão direta televisiva
- Do cinematográfico ao televisivo, o fim de uma história?
- Dossiê: metatelevisão
- Entrevistas

Mario Carlón é pesquisador do Instituto Gino Germani, da UBA, onde dirige o projeto Mediatizaciones de la política y el arte: entre los viejos y los nuevos médios. Entre seus livros publicados estão “Sobre lo televisivo: dispositivos, discursos y sujetos” (2004) e “El fin de los médios masivos. El comienzo de um debate” (2009), em coautoria com Carlos Scolari.

 

 


"A velha televisão não acaba de morrer e a nova não acaba de nascer. Desafios para produção e emissão"

O professor Mario Carlón foi um dos debatedores do 6º painel do programa "TVMorfosis: hacia una sociedad de redes", na televisão da Universidade de Guadalajara, do México, conduzido pelo professor Guillermo Orozco. Também participaram Heriberto López Romo, do México, e Jorge A. Puche, da Colômbia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe!

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Todos os direitos reservados para CISECO - Centro Internacional de Semiótica e Comunicação

Top Desktop version